Quarta-feira, 29 de Outubro de 2008

Vivem-se momentos de tristeza e estranheza a minha volta. Ou será que estou enganado?

 

Falo apenas por mim e por mim apenas, os outros que falem com as suas vozes sem receio de represálias. Eu falo e não me calo por que por mim niguém mais falará, nem falou,  se não eu.

 

Não estou bem. E talvez nunca irei ficar. Se não tomar uma decisão, urgente.

 

Ficar ou não ficar, ir ao não ir, lutar ou não lutar! Por mim ou por eles? esta ultima nem devia de estar aqui mas estou a escrever tudo aquilo que me vem neste momento a cabeça, daí a razão para que se calhar este texto não faz sentido a muita gente, ou até mesmo a ninguem se não eu.

 

Conselho: Mesmo que não o queram eu vou dar na mesma. Não tenham medo do que vem pela frente, qualquer coisa voltem para tráz e lutem, lutem pelo direito á vossa palavra e não deixem nunca que alguém fale por vocês. No final que sofre com as consequências somos nós. Mais niguém.

 

Tomarei uma decisão, urgente.



publicado por Marco às 17:32 | link do post | comentar

1 comentário:
De Fábio a 30 de Outubro de 2008 às 22:33
Toma a decisão. Se precisares de ajuda já sabes.

E Sim claro k explico.

Um abraço!


Comentar post

mais sobre mim
Dezembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


posts recentes

...

Mentiras ou mentirinhas

Encontro à filme

Cansado e todos os seus s...

De perguisoso a workaholi...

E assim se passou 1 ano!

...

Circuncisão reduz risco d...

Tão importantes e nada pe...

Independente.

arquivos

Dezembro 2010

Junho 2010

Dezembro 2009

Junho 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Maio 2008

Abril 2008